Não Há Momento Melhor para se Construir uma Verdadeira Cultura de Coaching

Ao construir uma cultura de coaching, líderes devem ter em mente essas três qualidades obrigatórias para criar, com sucesso, condições para a geração de novas ideias, mantendo os colaboradores confiantes e engajados.

Margo Hoyt, Diretora Administrativa, Desenvolvimento de Talento e Liderança, LHH
serviços
Olhe para seus talentos de uma forma totalmente nova

Transforme sua força de trabalho em uma verdadeira força

Let's talk

cultura-de-coaching

No mundo de recursos humanos, muito se fala sobre a construção de uma "cultura de coaching", e sobre incentivar líderes a terem mais "conversas semelhantes ao coaching". Porém, o quanto, de fato, sabemos sobre o trabalho envolvido na realização dessas mudanças?

O foco na cultura de coaching vem do reconhecimento de que, mais do que nunca, precisamos de líderes que possam adaptar com rapidez sua mentalidade e suas habilidades para responder a condições que podem mudar a qualquer hora.

Por conta da pandemia, muitas equipes estão trabalhando em casa, sem contato direto com seus líderes. Há também toda uma série de desafios que já existiam antes da chegada da covid-19, e eles não desapareceram. Ainda precisamos lidar com as várias gerações presentes no local de trabalho e com as alterações nas prioridades organizacionais ao mesmo tempo em que nos adaptamos às mudanças no tecido social e ambiental da sociedade.

Para enfrentar todas essas forças, precisamos de líderes que rejeitem as tradicionais estratégias hierarquizantes (“de cima para baixo”) em nome de abordagens colaborativas, com base em conversas produtivas. Precisamos de líderes que possam construir fortes conexões individuais com as equipes, estabelecer ambientes seguros para todos, envolver diversas perspectivas, dar feedback regular e significativo e – em meio a todas essas tarefas – demonstrar empatia genuína.

É aí que entra a cultura de coaching.

Para ajudar a eliminar alguns dos equívocos encontrados nessa discussão, montamos uma lista de três qualidades “obrigatórias” de uma cultura de coaching que não apenas explicam o que é, mas, também, por que você deve começar a criar uma imediatamente.

1. Tudo começa pela liderança.

Líderes que adotam a cultura de coaching têm uma abordagem totalmente diferente para conversas e relacionamentos. Eles evitam a tentação de simplesmente dizer às pessoas exatamente o que fazer e como fazer. Em vez disso, a cultura de coaching permite que todos desempenhem um papel na busca de soluções, o que gera confiança e engajamento.

Em uma cultura de coaching, líderes servem como modelo, compartilhando histórias pessoais sobre os desafios que enfrentam e sobre a importância de ter feedback e apoio para alcançar melhorias. Líderes que compartilham suas próprias histórias ajudam a incorporar os valores da cultura de coaching na própria estrutura da organização.

Também é essencial que a liderança sênior defenda a abordagem de coaching. A equipe executiva precisa declarar explicitamente as razões pelas quais a adoção dessa nova mentalidade é importante para a organização, além de ser clara sobre as expectativas dos líderes em termos de aprendizagem e aplicação de novas habilidades.

2. Uma cultura de coaching precisa de uma arquitetura de aprendizagem.

Embora se queira que todos os líderes tenham algum nível de compreensão da cultura de coaching, isso não significa que se deve esperar que todos alcancem o mesmo nível de habilidade de um coaching. Uma arquitetura de aprendizagem precisa ser estabelecida, de modo que as habilidades de coaching possam ser combinadas com funções de liderança para garantir que aqueles que mais precisam delas, as recebam.

Por exemplo:

- Para o treinamento de coaches internos, pode ser necessário considerar uma certificação de coaching relevante de entidades, como a Federação Internacional de Coaching. Isso permitirá que os coaches internos atendam às mais altas expectativas em relação às habilidades e capacidades de coaching.

- Claro, a certificação não é necessária para treinar líderes a terem conversas semelhantes às de um coach no envolvimento e desenvolvimento de suas equipes. Entretanto, eles precisarão de algumas habilidades de coaching fundamentais, com feedbacks regulares dos colegas, para manter tais habilidades aguçadas.

- O suporte interno para líderes que trabalham em uma cultura de coaching, geralmente, vem dos profissionais de RH, Aprendizagem e Desenvolvimento e Desenvolvimento Organizacional. Embora esse grupo precise adotar habilidades de coaching semelhantes, também precisam de uma base sólida na aplicação do coaching, suas funções, sua ética e como aplicar o coaching para a mudança.

A arquitetura de aprendizagem também deve fornecer oportunidades regulares para os líderes praticarem habilidades de coaching. A prática pode ser na forma de reuniões regulares de líderes para discutir seus desafios do coaching, sessões de coaching com colegas ou, até, permitir que seus líderes trabalhem com coaches externos.

3. Construa uma comunidade que abrace a cultura de coaching.

O enfoque comunitário no coaching e no aprimoramento contínuo das habilidades garantirá que o coaching se torne totalmente integrado ao modo como a organização funciona. As plataformas de tecnologia podem ajudar líderes a se conectarem e a aprenderem uns com os outros sobre como lidar com cenários de coaching específicos. Isso também pode permitir o rastreamento e a relatoria dos compromissos formais de coaching, com coaches internos e externos.

Da mesma forma, recompensar e reconhecer o comportamento de coaching também pode reforçar a importância do coaching e celebrar seu impacto.

Em última análise, a cultura de coaching visa à adoção de uma forma diferente de pensar os desafios do dia a dia. Trata-se de mudar rapidamente de desafios insolúveis rumo a novas estratégias e soluções. Uma cultura de coaching é uma das melhores maneiras de criar as condições para gerar novas ideias enquanto se mantém os funcionários confiantes e engajados.

Construir uma cultura de coaching envolverá muito trabalho. Exige investimentos em treinamento e coaching externo, além de confiança e comprometimento no nível organizacional. Os detalhes íntimos das conversas de coaching devem permanecer confidenciais.

No entanto, as empresas que investem em uma cultura de coaching obterão um retorno muito alto: funcionários mais engajados, produtivos e inovadores.

Compartilhe este artigo

Deseja aprender maneiras inteligentes de aumentar o desempenho de sua empresa?

Nós podemos ajudar você e sua empresa a capitalizar oportunidades Fale Conosco
Com mais de 380 escritórios em todo o mundo, estamos perfeitamente posicionados para ajudar sua empresa. Encontre um Escritório
Services

O que fazemos

Services

Reveal

Assessments e análises que revelam insights práticos sobre os talentos

Saiba Mais
Services

Reach

Coaching e desenvolvimento de liderança para cada momento importante da carreira

Saiba Mais